Álvaro Caseiro de Almeida

Álvaro José Caseiro de Almeida nasceu em Carapito, Aguiar da Beira, em 11 de Agosto de 1984.
Frequentou a Escola Primária de Carapito, entre 1990 e 1994. Em 1994 ingressou na Escola Básica E. B. 2 e 3 C+S de Aguiar da Beira, tendo aí concluído o 9.º ano, em Junho de 1999. Em Setembro do mesmo ano mudou-se para a Escola Secundária de Fornos de Algodres, onde frequentou o 10.º e 11.º anos, que concluiu em Junho de 2001. Mudou-se então para o Liceu Alves Martins, em Viseu, onde concluiu o 12.º ano, em Junho de 2002.

Em Setembro de 2002 ingressou no curso de Licenciatura em Física na Universidade de Aveiro, tendo-o concluído em Julho de 2007. Em Setembro de 2007 iniciou os estudos de Mestrado em Física na mesma Universidade, tendo-os concluído em Dezembro de 2008. Ingressou depois no Instituto de Telecomunicações, Pólo de Aveiro, em Maio de 2009, onde trabalhou como investigador até Dezembro de 2011. Em Setembro desse mesmo ano iniciou os estudos de Doutoramento em Engenharia Física, também na Universidade de Aveiro, continuando o trabalho de investigação no Instituto de Telecomunicações.
Desde 2004 que tem desempenhado vários cargos nos corpos gerentes do Clube Cultural e Recreativo de Carapito, tendo sido presidente da Direcção ente Janeiro de 2014 e Janeiro de 2016.
Em 2008 assumiu a Direcção do jornal Caruspinus, cargo que mantém até hoje.
Assumiu também cargos na associação Juventude Mariana Vicentina, na Junta de Freguesia de Carapito e na Comissão para as Comemorações dos 500 anos do Foral de Carapito.
É membro fundador da associação Aquilaris, Património Vivo.

A divulgação e valorização do património, história e gentes de Carapito são os seus principais interesses extra-profissionais.
Actualmente trabalha no Planetário e Centro de Visitantes do Observatório Europeu do Sul (ESO Supernova), na Alemanha.

Obra publicada:
1. Carapito, A História de um Povo (2014), em co-autoria com Tó-Zé Paixão
2. Caruspinus 1979–2019 — 40 Anos de História (2019), em co-autoria com A. F. Caseiro Marques, Tó-Zé Paixão, Francisco Paixão da Cruz, José Gabriel Pires e Cidália Batista

SONY DSC